domingo, 30 de novembro de 2008

Pequenos Prazeres


Pensando além


Cálculos Verbais

Tenho esse blog há 1 ano e 8 meses.
Já postei 1.662 mensagens...
O que dá em média 83,1 postagens por mês,
o equivalente a 2,77 postagens por dia.
Putz...falo muito,
mas não falo demais,
concordam?
Bjuuuss
`A vida é cheia de imprevisibilidades mágicas.
E não há amor maior, para mim,
do que essa minha vontade,
quase lasciva de mudar e de descobrir coisas novas
que sacudam minhas certezas.
Eu sinto isso de uma forma escandalosamente minha.
É como se cada pedaço meu gritasse, silenciosamente,
que está fora do lugar,
e precisa, urgente, se aconchegar de novo.´
(Blog da Lidiane - baseado na última postagem...esperamos um retorno em breve)

Segura a Berenice que 2ª tá chegando...


Força na perucaaaaaaaaa!!

No mundo de Sophie...Sophie Blackall


Instantâneos

Vc sai bem em foto 3 x 4 ??

Da série: Pessoas que te deixam pra cima...


"Leio as crônicas do Arnaldo Jabor
desde que ele começou a escrever na última página
do Segundo Caderno do jornal
e confesso que de todas, essa,
para mim, foi a que mais conseguiu chegar
ao fulcro exato da questão.
Ele ensaia esse tema há anos,
remancha-o de vez em quando.
Ontem ele chegou ao ponto.
A humanidade hoje é isso aí.
Você,
cara legal,
pessoa boa,
sensata,
de boa índole
e bom caráter,
conforme-se:
você é passado,
uma antiguidade inútil
como um bibelô de cristaleira.
De qualquer forma, isso não seria nem tão ruim,
se nós não tivéssemos filhos para criar.
E a cada dia que passa eu me convenço,
para meu terror,
que minhas idéias
e convicções
só vão atrapalhá-los no futuro.
E eu nem sei ensinar nada diferente a eles.
Que Deus os proteja."
(Pirão sem dono)

Equilíbrio


Assim é se lhe parece:


Mundo louco, louco mundo

Todo verão tem as suas tendências:
a fruta que todos querem comer
-tivemos o verão da acerola,
seguido pelo verão do açaí,
a música que não pára de tocar
e as frases feitas que não saem da boca do povo.
Mas nesse mundo globalizado
em que vivemos existe uma nova categoria
nos musts de verão:
o centro de tratamento.
Após o verão da reabilitação,
a moda agora é colar no manicômio.

Fds de paz celestial

Jú chamou uma amiga p/ passar o fds aqui em casa.
Abasteci as pequenas de todas as besteiras possíveis
em troca da minha paz.
Até desenho da Barbie alugamos.
Sei...tá me achando a parte amarga da história...
vem aguentar 10 minutos de cantoria das 2 no videokê.
Te garanto que as guloseimas
que comprei serão poucas p/ manterem a boca
das lindinhas fechada
por mais de 20 minutos.
"basta fechar os olhos e escutar...
pés dançarinos, pés alados:
só esses conseguem perambular por aqui."
"A gente nunca é velho demais para ser imaturo."

Não "me alembro"...

'Atualmente está se investindo cinco vezes mais
em remédios para virilidade masculina
e silicone para mulheres
do que na cura do Mal de Alzheimer.
Daqui a alguns anos,
teremos velhas de seios grandes
e velhos de pinto duro,
mas eles não se lembrarão para que serve'.

sábado, 29 de novembro de 2008

Orkudiotas

Tem coisa mais idiota do que aquelas
pessoas que recebem mensagens via depoimento
com telefone ou msg de cunho pessoal e restrito
e clicam em aceitar?
Alooooo..Terra chamado...
Onde está o bom senso ????
A priori, o tipo de depoimento
para ficar registrado,
é sempre uma mensagem pública,
onde um grande amigo (a),
namorado (a),
marido,
esposa,
parente,etc
fala algo de vc,
de preferência
algo bom,
enaltecendo alguma qualidade sua...
Mas tem neguinho(a) que não recebe nada
e qdo vê uma msg escrita fica logo assanhado(a) p/
colocar no orkut...
Não!
Please.
É pagar mico demais.
Reveja seus conceitos...

Tira os pés do chão!!!!

Hoje eu estou 97% visual.
Acho que é o efeito do novo floral.
Liga não...
Aproveite as imagens
selecionadas
e viaje um pouco.

Os 4 elementos



Muito Além do Arco - Íris


É de uma viadagem de dar inveja...

Mafaldaaaa


Um pouco de Magia


E vejo flores em vc...

Efeito floral...
Wild Rose +Star of Bethlehem

Teatro para alguém

Muito bacana!
"Jogaram uma pedra
na tranquilidade do lago.
O lago comeu-a.
Sorriu ondulações e...
Ficou novamente tranquilo."

Renascimento


Para o alto e avante!

Subir escadas
carregando pedras
definitivamente não dá.

Voar, voar, subir, subir


Imagens falam...


Guernica Cubism

Osmose

Isso aqui tava tão sério!!
Tava tudo assim,
meio cinza
Faxina já!
Fui pedir ajuda bebendo na fonte
do blog:
Te dou um dado?
Agora sim...
podemos ter um pouco de besteirol
nesse espaço.

A ponta do Iceberg...uiiii

A imagem denota:
( ) Cagando e ...
( ) Desprezo
( )Reflexão
( ) N.D.A
( )T.R.A

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

BLOGS INTERESSANTES - Parte II

Sim, Viral (www.simviral.com)
Nadaver (www.nadaver.com)
Danosse (www.danosse.com)
Tolices do Orkut (www.tolicesdoorkut.com)
TecnoBlog (www.tecnoblog.net)
Controle Remoto (www.controleremoto.tv)
Blog de Guerrilha (www.blogdeguerrilha.com.br)
Anderssauro (www.anderssauro.com)
Procurando Vagas (www.procurandovagas.org)
Cyanide Hapiness Traduzido (www.cyanidehappinesstraduzidos.blogspot.com)
Cris Dias (www.crisdias.com)
Enloucrescendo (www.enloucrescendo.com)
InovaVox (www.inovavox.com)
Ah Tri Né (www.ahtrine.com.br)
Substantivolátil (www.substantivolatil.com)
Ovelha Elétrica (www.ovelhaeletrica.com)
Infonet News (www.infonetnews.com)
Receita do Sucesso (www.receitadosucesso.com)
Pérolas Políticas (www.perolaspoliticas.com)
Eita Preula (www.eitapreula.com.br)
Com Limão (www.comlimao.com)
Quem Matou a Tangerina (www.quemmatouatangerina.com)
Eu Gosto de uma Coisa Errada (www.eugostodeumacoisaerrada.wordpress.com)
Caixa Pretta (www.caixapretta.com.br)
Eu Capricho (www.eucapricho.com)
Fonte Rosa (www.fonterosa.com)

BLOGS INTERESSANTES

Sedentário e Hiperativo (http://www.sedentario.org/)
Jacaré Banguela (
http://www.jacarebanguela.com.br/)
Meio Bit (
http://www.meiobit.com.br/)
Omedi (
http://www.omedi.net/)
Chongas (
http://www.chongas.com.br/)
Te Dou um Dado (
http://www.tedouumdado.com.br/)
Brainstorm #9 (
http://www.brainstorm9.com.br/)
Pensar Enlouquece (
www.interney.net/blogs/inagaki)
Bobagento (
http://www.bobagento.com/)
Brogui (
http://www.brogui.com/)
PortalCab (
http://www.portalcab.com/)
Google Discovery (
http://www.googlediscovery.com/)
Blog do Cardoso (
http://www.carloscardoso.com/)
Contraditorium (
http://www.contraditorium.com/)
Garotas que Dizem Ni (
http://www.garotasquedizemni.com.br/)
Irmãos Brain (
http://www.irmaosbrain.com/)
Digital Drops (
http://www.digitaldrops.com.br/)
Site do Morróida (
http://www.morroida.com.br/)
Tarja Preta (
http://www.tarjapreta.org/)
Manual do Cafajeste (
http://www.manualdocafajeste.com/)
Lista 10 (
http://www.lista10.org/)
Uhull (
http://www.uhull.com.br/)

Falsa cultura ou a cultura do "tô pagando"

Basta um clique para que
qquer pessoa se torne super antenada...
Será????
Um olhar mais atento
poderá distinguir
os verdadeiros apreciadores de
cultura, informação e cohecimento
dos "novos engolidores"
de saberes instantâneos.
São iguais aos novos ricos.
É gritante a falta de berço...

Tira gosto

Paul Klee - Tunisian Garden

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

POR NÃO ESTAREM DISTRAÍDOS

"Havia a levíssima embriaguez de andarem juntos,
a alegria como quando se sente a garganta um pouco seca
e se vê que por admiração se estava de boca entreaberta:
eles respiravam de antemão o ar que estava à frente,
e ter esta sede era a própria água deles.
Andavam por ruas e ruas falando e rindo,
falavam e riam para dar matéria peso à levíssima embriaguez
que era a alegria da sede deles.
Por causa de carros e pessoas,
às vezes eles se tocavam, e ao toque
- a sede é a graça, mas as águas são uma beleza de escuras -
e ao toque brilhava o brilho da água deles,
a boca ficando um pouco mais seca de admiração.
Como eles admiravam estarem juntos!
Até que tudo se transformou em não.
Tudo se transformou em não quando eles quiseram
essa mesma alegria deles.
Então a grande dança dos erros. O
cerimonial das palavras desacertadas.
Ele procurava e não via,
ela não via que ele não vira,
ela que, estava ali, no entanto.
No entanto ele que estava ali.
Tudo errou,
e havia a grande poeira das ruas,
e quanto mais erravam,
mais com aspereza queriam,
sem um sorriso.
Tudo só porque tinham prestado atenção,
só porque não estavam bastante distraídos.
Só porque, de súbito exigentes e duros,
quiseram ter o que já tinham.
Tudo porque quiseram dar um nome;
porque quiseram ser,
eles que eram.
Foram então aprender que,
não se estando distraído,
o telefone não toca,
e é preciso sair de casa para que a carta chegue,
e quando o telefone finalmente toca,
o deserto da espera já cortou os fios.
Tudo, tudo por não estarem mais distraídos."
(Clarice Lispector)

Espelho, espelho meu...

"Nós poderíamos ser muito melhores
se não quiséssemos ser tão bons."
(Sigmund Freud)
Todo fim é um começo.

Um amor para sempre...

Dispense namorados,
mas não dispense o amor,
porque ele estará sempre a postos.
Viver sem amor para sempre
é azar ou incompetência.
Mas não pode ser uma escolha,
nunca.
Escolher não amar é suicídio simbólico,
é não ter razão para existir.
Os gregos diziam que se maravilhar
é o primeiro passo no caminho da sabedoria
e que, quando deixamos de nos maravilhar
estamos em perigo de deixar de saber.
E. H. Gombrich

Pistache

Hoje fui buscar um irmãozinho
postiço p/ nosso coelhinho Panda.
Vimos um anúncio no Arara Shopping ontem
e liguei p/ saber se havia filhotes.
Havia.
Muitos.
Fiquei animada, mas
como a dona do criatório não apareceu
na hora marcada para entregar o bichinho,
liguei para ela e pedi as coordenadas
do local de criação (Três Vendas).
Saí em busca do mais novo integrante
da nossa "arca".
Eita lugarzinho longe...
Fui com minha fiel escudeira,
Luciana p/a tal aventura .
Com as chuvas dos últimos dias,
as ruas estão
todas alagadas e fiquei com medo
do carro atolar.
Seria trágico...
Deixei-o estacionado
perto de um colégio.
Tirei meu tênis,
levantei a calça até o joelho
e lá fomos nós
atravessar os rios que corriam
através das ruas.
É nessas horas que bate o questionamento:
P/ onde está indo nosso dinheiro??
Triste realidade...
Fim da aventura
pelo bairro desconhecido.
Missão mais que cumprida!!!
Trouxe um irmãozinho lindo,
muito lindo,
malhado preto e branco
p/ ser criado com todo amor e carinho.

Ao que vai chegar

(...)"colhe a mais bela flor
que alguém já viu nascer
e não esqueça de trazer força e magia,
o sonho e a fantasia,
e a alegria de viver(...)
(...)Convida as luas cheia,
minguante e crescente
e de onde se planta a paz,
da paz quero a raiz
E uma casinha lá onde mora o sol poente
pra finalmente a gente simplesmente ser feliz."
Toquinho

segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Sobre árvores e pessoas

Galho rígido quebra.
Galho flexível,
verga com o vento.
É a pressa de fazer caber tudo num ano
que está louco pra acabar.
Mas ainda há espaço para mudanças...
"Sua loucura pode rumar para todos os lados,
pode fazer piruetas no ar,
pode zombar dos outros.
Carregue sempre sua loucura à frente,
como uma imagem que ainda não aceitas de ti mesmo.
Faça a sua loucura testar a realidade a sua frente,
antes de você.
Aceite sua sombra.
A única coisa que não deves deixar
é que sua loucura se rebele.
O único sentido que não pode haver na tua loucura
é o sentido da implosão.
Sempre direcione-a para frente,
para frente...
tua sombra deverá ser teu aliado,
não teu inimigo.
Tua loucura é boa,
mas não deixe-a corroer pra dentro,
antes disso envie-a para fora,
para a vida.
Zombe dos outros,
alegre-se das grandes máscaras,
ria dos macacos e dos pavões".
(TábuaEsmeralda)

New Hippie


Gueixas




Gueixa


é um nome próprio e,


como todos os nomes japoneses,


não tem variantes no número gramatical.


A palavra original consiste em dois kanji,


芸 (gei), que significa "arte" e 者 (sha),


que significa "pessoa" ou "praticante".


São mulheres japonesas que estudam


a tradição milenar da arte da sedução, dança e canto,


e se caracterizam distintamente


pelos trajes e maquiagem tradicionais.


A gueixa às vezes é confundida com as tradicionais


cortesãs de alta-classe chamadas de Oiran.


Mas elas não trabalham com sexo.


Podem chegar a flertar,


mas seus clientes sabem que não irá passar disso,


e esse é o fato que muitos homens


se encantam com a cultura de uma gueixa.


No Japão a condição de Gueixa é cultural,


simbólica repleta de status, delicadeza e tradição.


São em muitos aspectos similares às Kisaeng coreanas.


Em Busca da Terra do Nunca...




Olhares


Friedensreich Hundertwasser

Não sou Shiva...


...E quero muita paz no meu coração!!

lembranças

Como era gostoso ler O Pasquim
nas tardes mornas de Vassouras.
Consigo até ouvir ao fundo o galo
cantando.
É...ele cantava tb à tarde...

Imagem & Ação

Hoje estou tão visual...
Não é à toa que algumas imagens
valem mais que mil palavras.

Só o que nos faz bem


Infinito


domingo, 23 de novembro de 2008

"...Como observava Marx,
com a produção que visa tão somente o mercado,
dá-se a queda do tempo qualitativo em tempo quantificado,
tempo que é reificação da duração,
pois esta se encontra plasmada no presente
- o que resulta na perda da qualidade dialética do vivido,
vivido que se tecia de lembrança e esquecimento.
E onde não há tempo, tampouco pode haver recordação nem redenção.
Como escreveu Benjamin:
“as rugas e marcas em nosso rosto
são as assinaturas das grandes paixões que nos estavam destinadas.
Mas nós, os senhores, não estávamos em casa”.
Olgária Matos - filósofa e professora titular da Universidade de São Paulo
Talvez Darwim estivesse certo, em parte,
em suas afirmações que apenas os melhores
de cada espécie sobreviverão,
mas cabe a nós talvez também melhorar as formas
de sobrevivência de alguns grandes potenciais
que ainda não descobriram grandes.
Um ser humano padrão,
este é o caminho das pessoas que hoje batalham
por um equilíbrio em suas vidas.
Não contestam,
não falam sempre o que pensam,
agradam mais na maioria das vezes
e não se intimidam a dar espaço para a tolice da mediocridade,
pois o que vale é o modo mais fácil...
Ainda existem pessoas achando que podem resistir
ao “estilo de vida moderno” pintado e ditado
pelo mundo dos negócios do capitalismo selvagem;
na sua grande maioria por pessoas que não vivem
dentro do sistema,
mas o alimentam,
pois dele e do suor dos que vivem nele,
tiram o seu conforto assoberbado
e descomprometido
com tudo e com nada.
fds de orgia gastronômica
e de divertimento.
Sandra e Rafael foram grandes
cias.
O churrasco não podia faltar...
camarão tb não...
pena que o tempo não ajudou muito.
O jeito foi ficar em casa,
curtindo os amigos e
jogando:
Perfil, bingo e
mímica de filmes.

Perdas e Ganhos

"Quando se trata de ganhar,
nossa aversão ao risco é muito maior
do que quando se trata de perder.
Em outras palavras,
não é para ganhar,
mas para não perder
que estamos dispostos a mais sacrifícios.
Para não perder,
estamos até prontos a correr o risco
de perder mais ainda.
De fato, muitos jogadores
conseguem deixar a mesa
quando estão ganhando,
contentando-se com o dinheiro
que levarão para casa,
mas são poucos os jogadores
que conseguem parar de jogar
quando estão perdendo.
Em regra,
o jogador não se resigna às perdas
e segue apostando e acreditando
numa mudança da sorte,
até esgotar sua conta e seu crédito.
Outro exemplo é o do investidor
que se agarra a ações
que declinam ruinosamente
e prefere esperar um milagre a vender
e limitar seu desastre.
A descoberta de Kahneman e Tversky
se aplica fora do âmbito
estreitamente econômico:
na hora de arriscar,
o que fala mais alto é o medo de perder.
Quando limitamos medrosamente nossos sonhos,
o que vale não é tanto a vontade
de torná-los mais razoáveis e realizáveis,
mas o medo de abandonar o conforto resignado do status quo.
Os psicanalistas dizem a mesma coisa,
em termos apenas diferentes:
não há desejo sem perdas,
e quem não aceita perder
se impede de desejar."
[Contardo Calligaris, via Folha de S.Paulo, 29/12/05]

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Que meda...

"Uma alta cultura espiritual
nos leva pouco a pouco
a encontrar entretenimento
quase exclusivamente com livros
e não mais com pessoas."
Schopenhauer

Interessante

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Mestre Yoda

Diversão

Com o Obama já chegando
o outro é descartável...
Dizem que é a proteção de tela
mais famosa nos Estados Unidos.
Clique no link abaixo.
Se 'ele' ficar entalado,
clique e arraste-o com o mouse.
http://www.planetdan.net/pics/misc/georgie.htm

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Tudo tende ao Caos

Agora as coisas fazem sentido...

Encaixe perfeito

Eu realmente acreditava que o que me fazia amar
um homem era a inteligência.
Elucubrações e digressões me impressionavam.
Conhecimentos literários, artísticos, práticos
seduziam a eterna adolescente em mim.
Mas descobri que não era isso que me fazia amar:
de nada adianta um cérebro invejável,
citações brilhantes, se ele não rir das próprias besteiras,
se não souber aproveitar as delícias do ócio de um sábado quente.
Então percebi: bom humor era essencial.
É delicioso estar com alguém que vive sem arrastar correntes
e faz dos pequenos horrores cotidianos inevitáveis piadas.
Só que nem tudo é uma piada e, em certas horas,
quero alguém que me conforte a alma.
Nesses momentos, nada pior do que ser levada na brincadeira
- existe uma imensa diferença
entre a alegria de viver e a recusa a sair da infância.
Então fui invadida pela certeza
de que o que me fazia amar alguém era,
antes de tudo, a sensibilidade.
Telefonemas de bom-dia, olhares que vêem,
pequenos gestos incontidos - tudo o que eu podia querer.
Ou quase. Só sobrevive ao meu lado alguém que grite comigo
quando eu passar dos limites do bom senso,
demonstre desagrado quando eu exigir demais e oferecer de menos.
Preciso ser cuidada, mas preciso da certeza de estar com um homem de verdade
e não com um moleque preso no complexo de Peter Pan.
Quero ser domada, tomada.
Nem inteligência, bom humor ou sensibilidade me faziam amar alguém.
Talvez fosse virilidade.
Mal abrir a porta da sala e ser consumida por beijos.
Ter a roupa arrancada no caminho da cozinha.
Ser desejada com urgência é um dos maiores elogios
que uma mulher pode receber, mas só ser desejada de nada adianta:
quando acaba o suadouro, o que resta?
Se o que interessa é a movimentação, tudo bem.
Mas se existe a possibilidade de ser esmagada pelo vazio de sentido
após o orgasmo, de nada vale.
Pelo menos se não vier acompanhado de cuidado, carinho.
Pensei, então, que ele seria a pedra fundamental pra despertar meu amor.
Mas carinho é um sentimento abrangente demais:
nos invade desde a visão de um cachorro abandonado
até a palavra confortadora de um desconhecido.
Um dia, cansei de tentar adivinhar.
E, nesse dia, após tantas enumerações paralisantes e neuróticas, descobri.
Hoje sei exatamente o que me faz amar um homem: o amor existir.
Quando é necessário justificá-lo, procurá-lo, racionalizá-lo,
é sinal de que ele não está ali.
Simples assim.
Ailin Aleixo

oásis

Outra surpresa agradável é o blog de Ailin Aleixo:

Cabelo ,cabeleira, cabeluda, descabelada

Preciso colorir e hidratar as madeixas
pelo menos 1 vez por mês.
É mais necessidade que
vaidade mesmo,
uma vez que a natureza
me brindou com uma infinidade de cabelos
naturalmente descoloridos....
Acho pouco agradável
ficar num salão durante exatas 3 horas
em meio a fofocas,
cheiros de tinta,
esmalte,
etc,etc,etc
TÉDIO...
O que fazer nessas horas?
Ler, "obóvio"....
Mas a leitura de salão
não é das mais convidativas
e esqueci meu livro em casa...
Mas eis que tenho uma grata surpresa!
Dentro de uma dessas revistas especializadas
em manter nossas cabecinhas descongestionadas
de coisas produtivas
a indicação de um blog interessante,
vale conferir:

RAP Cultural...

Gravidade zero


O pintor britânico Nasser Azam reinventou a técnica de óleo sobre tela.

Ele resolveu descobrir como era pintar em um ambiente de gravidade zero,

como aqueles usados por astronautas em treinamento.

Bom, a pintura acima não tem nada demais.

Mas deu bem certo pra ele, que vendeu o quadro por 332 mil doletas

em um leilão, em Nova York.

Para simular o ambiente, o pintor ficou a 23 mil pés de altitude

em uma nave chamada de "cometa do vômito".


terça-feira, 18 de novembro de 2008

A vida é curta
Mas enquanto dura
Posso durante um minuto ou mais
Te beijar pra sempre
o amor não mente,
não mente jamais
E desconhece do relógio
o velho futuro
O tempo escorre num piscar de olhos
E dura muito além dos nossos sonhos
mais puros
Bom é não saber o quanto a vida dura
Ou se estarei aqui na primavera futura
Posso brincar de eternidade agora
Sem culpa nenhuma
Benditas- Zélia Duncan
Momentos difíceis são como areia movediça.
Quanto mais você se debate,
mais você afunda.

Educação de qualidade já!


segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Canto das baleias

ARTE

Ayahuasca

Nome quíchua de origem inca,
refere-se a uma bebida sacramental
produzida a partir da decocção de duas
plantas nativas da floresta amazônica:
o cipó Banisteriopsis caapi (caapi ou douradinho)
e folhas do arbusto Psychotria viridis (chacrona).
O nome mais conhecido, ayahuasca, significa "liana (cipó) dos espíritos".
Utilizada pelos
incas e também por pelo menos
setenta e duas tribos indígenas diferentes da Amazônia.
É empregada extensamente no
Bolívia e Brasil.
Seu uso está se expandindo pela América do Sul
e outras partes do mundo com o crescimento
de movimentos religiosos organizados,
sendo os mais significativos o Santo Daime,
além de dissidências destas e grupos (núcleos ou igrejas)
independentes que o consagram como sacramento de seus rituais.
Segundo algumas correntes de defensores
do seu uso religioso e ritualístico,
a ayahuasca não é um alucinógeno.
Seus defensores preferem utilizar o termo enteógeno
(gr. en- = dentro/interno, -theo- = deus/divindade, -genos = gerador),
ou "gerador da divindade interna"
uma vez que seu uso se dá em contextos ritualísticos específicos.
Segundo os relatos dos usuários,
a ayahuasca produz uma ampliação da percepção
que faz com que se veja nitidamente a imaginação
e acesse níveis psíquicos subconscientes
e outras percepções da realidade,
estando sempre consciente do que acontece
— as chamadas mirações.
Os adeptos consideram esse estado como supramental
"desalucinado" e de "hiperlucidez".
A ayahuasca provoca "expansão da consciência"
sem causar danos físicos,
inclusive atribuindo à substância propriedades curativas,
como reativar órgãos danificados.
De fato, não há dependência física conhecida,
ainda que a necessidade intrínseca do uso da planta
em todos os ritos para se atingir estados alterados
seja visto como manifestação de uma dependência psíquica
bastante estimulada pelo contexto religioso e social.
A jornada com ayahuasca leva à exploração
tanto deste mundo ordinário como de mundos paralelos,
que estão além de nossa percepção corrente.
Podem ocorrer sensações de liberação dos limites normais de espaço-tempo.

Santo Daime

Loucos por $$$

Deu no O Globo :
Festa para comemorar divórcio
vira moda no Rio e em SP
Convites enviados com algumas semanas de antecedência,
comes e bebes,
bem-divorciados,
balões,
brindes...
Tudo isso faz parte da comemoração
pela liberdade recém conquistada.
Nos EUA e na Europa esse tipo de festa faz sucesso
há 4 anos ,pelo menos.
Confira a matéria: